domingo, 11 de junho de 2017

Mulher Maravilha

  Olá, pessoal. Hoje vou falar um pouco sobre o mais recente filme de herói (heroína) lançado pela Warner Bros: Mulher Maravilha. Desde a criação da personagem, há 75 anos, nunca tivemos uma versão cinematográfica de sua história. 
  O filme Mulher Maravilha começa com uma deixa de seu antecessor Batman vs Superman (2016), onde Diana recebe de Bruce Wayne uma foto com seus companheiros de batalha durante a Primeira Guerra Mundial. A partir da foto, toda a narrativa da história começa. De início, podemos conhecer a ilha de Themyscira, lar das amazonas desde a mitologia clássica. Criadas do barro por Zeus, as amazonas tem o dever de proteger a humanidade e impedir o surgimento de novas ameaças. Enquanto a pequena Diana percorre a ilha esperando ser treinada por Antíope, podemos vislumbrar o modo de vida e o letal estilo de combate das amazonas. Da infância até a idade adulta, Diana nos mostra como é ser uma amazona, e a responsabilidade de sua função.
  A história tem a sua primeira guinada com a aparição de Steve Trevor, militar que tem seu avião abatido pelo exército inimigo e acaba caindo em Themyscira, sendo provavelmente o primeiro homem a pisar na ilha. Junto com ele, Diana pôde perceber o potencial perigo de uma guerra, o que a faz decidir abandonar o seu lar para lutar contra o causador, o pai de todas as guerras: o deus Ares. Juntamente com Steve Trevor, Diana viaja para o mundo civilizado, durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). 
  Steve Trevor tem como missão impedir que o exército alemão crie novas armas químicas de alto potencial destrutivo. Como espião, ele aprendeu segredos que se caírem em mãos erradas, pode causar uma grande catástrofe. Com a ajuda de Diana, ele tem que impedir que a guerra tome proporções muito maiores. 
  A Mulher Maravilha interpretada por Gal Gadot demonstra muita força e luta com um estilo de combate arrojado. A cena de luta contra o Doomsday em Batman vs Superman funciona meio como uma demonstração de seu poder marcial. Neste filme, ela utiliza suas habilidades com grande capacidade, mesmo ainda sendo uma amazona "incompleta". Contrastando com sua habilidade, vem a sua inocência. Por não conhecer o mundo civilizado, Diana não sabe bem como reagir a diversas situações, algumas sendo até engraçadas, como escolher um vestido de gala. O personagem Steve Trevor (Chris Pine) traz um bom contrapeso a heroína principal, muitas vezes sendo a voz da razão da dupla. Por muitas vezes, Trevor toma a rédea da situação, deixando a Mulher Maravilha em segundo plano.
  No geral, o filme da Mulher Maravilha é uma boa história de origem. Tem um tom bem diferente de seus antecessores, o que agradou bastante tanto o público como a crítica especializada. É um filme marcante, e que traz uma certa expectativa para o próximo lançamento do estúdio: Liga da Justiça (novembro de 2017).  
  E aí? O que acharam do filme da Mulher Maravilha? Gostaram? Comentem aqui no blog. E lembrem-se: Não sejam fanboys, só atravessem no sinal vermelho e que a Força esteja sempre com vocês. 

Gal Gadot como Diana, a Princesa das Amazonas.



  
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário